Nota das entidades nacionais contra os cortes na Educação, Ciência e Tecnologia

12 de maio de 2019

As entidades de estudos e pesquisas mobilizadas na defesa da educação pública, plural, democrática e republicana manifestam seu repúdio aos bloqueios de orçamento de no mínimo 30% das verbas das universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia, do Colégio Pedro II e demais autarquias federais de educação,

 

As entidades de estudos e pesquisas mobilizadas na defesa da educação pública, plural, democrática e republicana manifestam seu repúdio aos bloqueios de orçamento de no mínimo 30% das verbas das universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia, do Colégio Pedro II e demais autarquias federais de educação, aos cortes de 42% no orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, anunciados no final de março, e ao corte de bolsas de pós­graduação.

Esses cortes constituem grave ataque à educação e à pesquisa, inviabilizam o bom funcionamento de instituições reconhecidas como de excelência, afetando o desempenho e a continuidade de suas ações de ensino, pesquisa e extensão. O desfinanciamento das instituições federais de ensino superior, educação profissional e educação básica, em curso, compromete não somente a formação acadêmica dos seus estudantes, mas a formação de profissionais que a sociedade necessita, o serviço oferecido a população por estas instituições e o avanço das pesquisas científicas em diversas áreas de conhecimento impactando toda a nação brasileira.

O país necessita de maiores investimentos na educação, na ciência e na tecnologia e a valorização das universidades públicas e dos institutos federais, sendo irresponsável os cortes no orçamento de dois Ministérios importantíssimos para o desenvolvimento social e econômico do país e a própria soberania nacional.

Diante dessas medidas que demonstram o descaso com a educação e efetuam verdadeiro desmonte nas instituições federais de ensino superior e na educação básica, as entidades abaixo assinadas se manifestam exigindo a revogação imediata das medidas que impõem cortes e contingenciamento.

No dia 15 de maio: Greve Nacional da Educação contra a Reforma da Previdência!

Nenhum direito a menos!!!

 

Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação – ANFOPE

Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação – ANPED

Associação Nacional de Política e Administração da Educação – ANPAE

Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia –  ANPOF

Associação Nacional de História – ANPUH

Associação Brasileira de Currículo – ABdC

Associação Brasileira de Ensino de Biologia – SBEnBio

Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências – ABRAPEC

Associação de Geógrafos do Brasil – AGB

Centro de Estudos Educação e Sociedade – CEDES

Fórum Nacional de Diretores de Faculdades, Centro de Educação ou Equivalentes das Universidades Públicas Brasileiras – FORUMDIR

Fórum Nacional dos Coordenadores Institucionais do PIBID e do Residência Pedagógica – Forpibid-rp.

Fórum Nacional dos Coordenadores Institucionais do PARFOR –  ForParfor

Movimento Nacional em Defesa do Ensino Médio

Sociedade Brasileira de Ensino de Química – SBEnQ