Mesa redonda 1

Formação dos jovens frente aos desafios da sociedade contemporânea

Convidados:

Moderador

Celso João Ferretti (CEDES) Lattes

 


Palestrante 1: Paulo Cesar Rodrigues Carrano (UFF)

Os sentidos da presença dos jovens no Ensino Médio

A comunicação trará elementos para reflexão sobre os desafios contemporâneos enfrentados pelas políticas públicas de educação e comunidades escolares para que a escola de Ensino Médio seja significativa para os jovens e as jovens estudantes. As matrículas de Ensino Médio no Brasil cresceram ao longo dos últimos anos trazendo um público popular para escolas ancoradas em representações elitistas sobre o seu público destinatário. A denominada crise de audiência do Ensino Médio expressa no elevado número de estudantes que se evadem ou abandonam a escola possui vetores estruturais que independem das instituições escolares. Entretanto, há um esforço que necessita ser feito e que diz respeito ao suporte necessário que o estado precisa conferir às redes de ensino e instituições para que estas se tornem adequadas e interessantes para os estudantes. Da mesma forma, os fatores promotores de desinteresses e expulsão estudantil estão em grande medida relacionados com a inadequação de currículos que não respondem adequadamente aos movimentos complexos dos novos arranjos de saberes e compartilhamento de experiências de nossas sociedades articuladas em redes de sociabilidades e saberes mediadas pelos aparatos sócio-técnicos, notadamente a internet e os múltiplos meios de comunicação. A formação docente será também tratada na perspectiva de inventariar questões que nos permitam perceber que a crise de sentido da escola para seus estudantes é também resultante das distâncias existentes entre as representações adultas e as reais caraterísticas organizadoras dos distintos modos de ser e de se viver o tempo da juventude na atualidade. A escola de Ensino Médio, acreditamos, necessita ser animada e estruturada na busca de uma formação humana integral de seus jovens estudantes sob a base de princípios de dialogia que a transforme em verdadeira comunidade de aprendizagem entre sujeitos de múltiplas experiências e saberes em constante interação.  


Palestrante 2: Ronaldo Marcos de Lima Araujo (UFPA)

Formação dos jovens frente aos desafios da sociedade contemporânea: o ensino médio como estratégia de emancipação

 O ensino médio como objeto de disputa de classes no Brasil. Projetos pedagógicos como expressão da luta de classes nas propostas de ensino médio na história brasileira recente. A Pedagogia das Competências como projeto pedagógico do capital para o ensino médio e para a educação profissional brasileira. O ensino integrado como projeto pedagógico contra hegemônico. Referências e Práticas pedagógicas contra hegemônicas. As lições da experiência de ensino médio da Casa Familiar Rural de Gurupá


Palestrante 3: Domingos Leite Lima Filho (UTFPR)

A relação trabalho e educação nas concepções e políticas para o ensino médio e educação profissional para jovens e adultos trabalhadores

Discute-se as relações entre educação profissional e educação básica, destacando-se os embates em torno das concepções das novas diretrizes curriculares nacionais para o ensino médio e para a educação profissional e de sua implementação em políticas e programas educacionais, dentre eles os cursos de Ensino Médio Integrado (EMI) e do Programa Nacional de Integração da Educação Básica à Educação Profissional na Modalidade Educação de Jovens (PROEJA). A partir de resultados de pesquisas, são analisados o EMI e o PROEJA como políticas públicas de elevação de escolaridade e formação profissional de jovens e adultos trabalhadores, bem como o papel dos Institutos Federais e das redes estaduais de educação na condução destas políticas.